Agência de Multicomunicação E21

Agência de Multicomunicação E21

O projeto para a nova sede da Agência de Multicomunicação e21, apresenta uma particularidade: o nosso estreito relacionamento com o programa de necessidades do cliente, pois já havíamos projetado a sede anterior e desenvolvido um longo estudo de fluxos e do organograma, isso no ano de 2011, o que facilitou e agilizou muito o processo de projeto. Conhecida por ser uma empresa que busca todos os dias tornar mais relevante a marca de seus clientes, era muito importante que isso também ficasse expresso na identidade do projeto arquitetônico.

O pedido centrava em torno da necessidade de um espaço flexível e estimulante, englobando mais salas de reuniões, uma sala de reuniões diferenciada (chamada de sala de estratégias) além, é claro, das áreas específicas como produção e administrativa. Subvertemos a lógica óbvia da mesinha de sinuca e instalamos um PUB no centro do projeto. Ali, a principal característica é a multifuncionalidade, pois podem acontecer desde pequenos bate papos até uma reunião geral com todos os colaboradores.

Alguns itens do projeto antigo, ganham espaço no novo projeto. Entre eles a recepção, um “box” todo em madeira natural com um design atemporal e, uma das grandes referências do antigo projeto, o móvel vitrine que expõe os atuais e futuros prêmios conquistados pela empresa. As estações de trabalho são novas e contam com um sistema de estrutura com base metálicas e tampos em madeira.

Ainda, uma pesquisa no local revelou que o sistema estrutural peculiar poderia de fato  tornar o ambiente singular e ‘não-corporativo’. Verificou-se que havia um vazio existente de 0,80 m, acima do forro, que ocultava uma laje extremamente bem executada. No entanto, foi sugerido que a natureza inteiramente inesperada deste arranjo estrutural pudesse proporcionar, de fato, o ingrediente que faltava para fornecer o caráter industrial que buscávamos  para este espaço e que vem ganhando cada vez mais destaque  na arquitetura especialmente em espaços criativos.

O uso de tijolos de demolição criam o primeiro plano destaque, que servirá como painel para telas, prêmios emoldurados e placas, lembranças de diferentes momentos. A escolha das cores Cinza prata e o Cinza Grafite demarcam os demais ambientes.

 

O piso porcelanato na cor concreto dialoga com a laje aparente e sofre rompimento apenas na área do PUB e Sala de estratégias que recebeu um piso porcelanato com cor e textura de madeira. A escolha do piso se fez em função do intenso trânsito de pessoas.

A escolha do revestimento dos banheiros faz um passeio por estações de metro francesas.

Destaque para o lavabo diretor com cerâmica na cor cinza e o forro e paredes pintados de amarelo.

O layout setorizado é reforçado através de elementos que definem planos e consequentemente estes configuram os espaços.

Com o propósito de criar diferentes percursos sem perder espaços com circulações  excessivas , o projeto procurou  produzir uma malha em que todas as funcionalidades anexas pudessem ser organizadas.

Este conceito foi desenvolvido para proporcionar uma jornada entre o espaço privado e público no caso colaboradores x clientes e fornecedores.

Um novo sistema de iluminação também foi instalado, para explorar o interesse visual não só da estrutura existente, mas para salientar os planos que se queriam destacar e criar um espaço funcional e aconchegante.

Isto foi resolvido através da instalação elétrica e dados, todo escondida sob a laje, utilizando-se eletrocalhas aparentes.

0